VEJA NOSSAS OBRAS



Veja aqui nossas obras selecionadas
por Estados brasileiros

 


Login
Usuário ou Email

Senha




Cadastre-se!
   

Visitantes
  
Usuários Online:
Membros:
0
Anônimos: 2
  


  

Jornal da Tarde - Geral - 15/07/2001
EDITOR: Glenda Carqueijo

Geral

Catedral da Sé abre as portas e fiéis se emocionam
Depois de passar um ano fechada, igreja abre excepcionalmente neste fim de semana para receber grupos monitorados. Até as 13h, pelo menos 200 pessoas haviam visitado a catedral

Depois de um ano fechada para reforma, a Catedral da Sé abriu ontem as portas para seus fiéis. Os visitantes puderam matar as saudades da igreja em grupos monitorados por técnicos, engenheiros e arquitetos da obra. Hoje a visita também pode ser feita entre as 12h e as 16h.

Na sexta-feira, o governador Geraldo Alckmin, o arcebispo dom Cláudio Hummes, patrocinadores e empresários foram verificar o andamento da obra.

Ontem foi a vez dos paulistanos. "Da mesma forma que mostramos a obra aos patrocinadores, queremos dar a oportunidade à população também", disse Maria Aparecida Nasser, 41 anos, engenheira responsável.

Antes da abertura das portas, muitas pessoas aguardavam ansiosas na escadaria da catedral. Entre elas, muitos curiosos. "Eu não conhecia a catedral, moro na cidade há pouco tempo e só hoje (ontem) tive a oportunidade de visitá-la", disse a aposentada Genny Lucy Barreto Gomes, de Igarapeva, que estava acompanhada pelo filho.

Na entrada, o segurança organizava grupos de 20 pessoas, que podiam circular livremente pela igreja. Na sacada do coro, com vista para a Praça da Sé e o marco zero da cidade, os grupos eram menores, com cinco pessoas. Nesta área será instalada uma grade, para eventos futuros, como apresentação de corais.

"As pessoas que estiverem na praça poderão assistir aos espetáculos", animou-se Silvana Nigro, arquiteta responsável pela construção de duas torres novas. Além disso, há um projeto museológico para a catedral.

Ajoelhada em frente ao altar, a aposentada Carolina Pinto, 64 anos, rezava pela reabertura da catedral. Desde os dez anos ela freqüenta a igreja.

"Quando vi que o portão havia sido fechado, em junho do ano passado, ajoelhei-me na escadaria e pedi para que a catedral voltasse a funcionar logo. Agora estou muito feliz e agradeço a reabertura", disse. "Na primeira missa, após a reforma, quero estar presente."

Além da visita monitorada, há uma exposição do Ateliê Sarasá, responsável pela restauração dos vitrais da igreja. São peças restauradas e montagens de vitral. "Está tudo muito bonito, há 15 anos que eu não vinha aqui, espero que muitas pessoas aproveitem a oportunidade e possam dar uma olhada na catedral, ela vai ficar maravilhosa", disse o aposentado Wilson Martins de Oliveira, 61 anos.

Hoje é o último dia para a visita. "Não podemos abrir em todos os fins de semana, pois a obra precisa continuar. Não temos previsão para outra visita, mas quando tivermos mais coisas prontas, faremos de tudo para que o público possa interagir", afirmou Maria Aparecida.


Glenda Carqueijo



      Atelier Restaura Vitrais da Catedral da Sé
      Catedral da Sé após restauração de Sarasá
      Preciosidade esquecida na Sé
      Restauração dos vitrais da Catedral da Sé

Voltar